Eugenio Figueiredo defende eliminatória entre times do mesmo país

Novo presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo, afirmou ter a intenção de reduzir o número de participantes na Libertadores. De acordo com o sucessor de Nicolás Leóz, seria bom ter uma fase eliminatória entre clubes do mesmo país para melhorar o nível técnico da competição.

– Temos que fazer um produto mais competitivo e que se pague mais. Tem de haver uma série de equipes que se eliminem em cada país, para quando chegarmos na fase de excelência, que conte apenas com o melhor ou os dois melhores de um país, em vez de três ou cinco, como atualmente – disse ao jornal do Chile “La Tercera”.

Figueiredo pensa ainda que a inchada Libertadores contribui para as arbitragens ruins.


– São quase 150 partidas na Libertadores e, por consequência, quase 150 quartetos de arbitragem. Mas temos pouco material humano qualificado. Então se há um mau rendimento de um árbitro, é porque muitos não estão capacitados. Mas não há tempo para buscar a excelência – explicou.