(Foto: Ursula Nery (Ferj)

Por conta da queda de braço entre Fluminense e Vasco pelo setor Sul do Maracanã, o presidente da FERJ, Rubens Lopes, sugeriu que a final da Taça Guanabara neste domingo fosse realocada para o Engenhão. No entanto, o BEPE (Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos) vetou, alegando não ter tempo hábil para mexer no esquema.

Em entrevista coletiva realizada neste sábado, em Laranjeiras, o presidente do Tricolor Pedro Abad também comentou que o clube não concordou com a possível mudança de local. Segundo o mandatário, o Flu queria que a partida fosse realizada no Maracanã e com o cumprimento da cláusula contratual que lhe daria direito o setor Sul.

– O Fluminense não foge da briga. Não houve acordo (para a cessão do setor Sul). O Fluminense não cedeu a nada. O presidente da FERJ sugeriu que o jogo fosse feito no Nilton Santos, mas o Fluminense não concordou com isso. O que mais ouço pelo Maracanã são sofismos. Que temos que preserva o futebol e etc… O futebol é para todos, o Vasco pode operar no Maracanã quando quiser, mas existe uma cláusula no contrato que diz que o direito de alocar o lado sul ao Fluminense – disse ele.