(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Em participação realizada no ” Charla Podcast”, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, fez uma revelação sobre os bastidores da contratação do goleiro Fábio, após saída do Cruzeiro, seu ex-clube onde é ídolo:

– Não é nenhuma crítica ao Cruzeiro. Mas foi o clube que deixou um goleiro sair às vésperas de fazer mil jogos pela instituição. A gente foi lá buscar esse cara, porque eu tinha o sonho de ter ele agarrando no Fluminense. Eu sempre olhava ele e falava: “Imagina um dia  esse cara agarrando pelo Fluminense”. Isso quando eu era torcedor somente – disse o mandatário tricolor, prosseguindo:


– A gente acreditou num goleiro com mais de 40 anos de idade, que estava com uma proposta nossa e do América. Contratamos ele pelo computador. E quando falei com ele por uma videoconferência, ele disse: “Presidente, não precisa falar pra mim de dinheiro. O América me propôs isso, basta empatar, mas eu preciso sentar com minha mulher, perguntar pra Deus pra onde eu devo ir” – contou Mário.