“Quando a bola rola não tem dor”, diz Bruno

“Quando a bola rola não tem dor”, diz Bruno

Camisa 2 do Fluminense admite jogar no sacrifício

O lateral Bruno confessou que chegou a atuar com dores logo que Wellington Silva fraturou o pé. O jogador, porém, superou as adversidades, e agora, nos momentos decisivos do semestre, diz que os problemas ficam em segundo plano.

 
– Quando a bola rola, não tem dor. Só queremos saber da vitória, em fazer um belo jogo e buscar os três pontos. Momento de desempenhar nosso futebol e só pensar em jogar com alegria para que a gente possa ser campeão – destacou.