Que vergonha! Flu tem atuação patética e perde para o Horizonte

Que vergonha! Flu tem atuação patética e perde para o Horizonte

Foto: Nelson Perez
Foto: Nelson Perez

O Fluminense mostrou a fragilidade de seu elenco ao ser derrotado pelo modesto time do Horizonte, no Estádio Domingão. Com uma atuação catastrófica, os comandados de Renato Gaúcho perderam por 3 a 1, nesta quinta-feira. Dico abriu o placar, Conca empatou e Marciel deu números finais ao jogo.

Preguiça monstruosa para marcar e gols perdidos. Esse foi o Fluminense no primeiro tempo. O time parecia que resolveria a peleja a qualquer instante e dava a impressão de ignorar o adversário, fraco é verdade, mas que estava lá para complicar. E conseguiu. Se aproveitou da frágil defesa, conseguiu um gol e poderia ter feito outros.

Numa das bobeadas de marcação, o Horizonte conseguiu vazar a a zaga tricolor. Em cruzamento, pela esquerda, Gum vacilou e Dico marcou. O empate não demorou a acontecer. Walter, novidade de Renato, tocou para Conca no meio da pequena área para igualar o marcador.

A defesa, porém, vira e mexe, dava um susto e a lentidão do Fluminense, com os talentosos, mas vagarosos Walter e Fred, impediam grandes jogadas de ultrapassagem. Compensavam, pois, com técnica. Chamou a atenção a participação de Fred. Com Walter mais fixo, o camisa 9 da seleção saiu da área várias vezes atuando como um segundo atacante e foi um dos melhores da equipe.

Não foi exagero dizer, entretanto, que a partida foi aberta e, em várias ocasiões, equilibrada. O Horizonte chegava quase sempre com perigo. Mesmo com três volantes, o Fluminense não marcava ninguém. O adversário entrava como queria na defesa, seja pelo meio ou, especialmente, pelas laterais. Ofensivamente, o Tricolor criou bastante, mas desperdiçou oportunidades claras. Fred perdeu duas chances praticamente sem goleiro.

Sem Conca, que sentiu dores musculares, e Diguinho, o Flu voltou com Wagner e Biro-Biro para o segundo tempo. O time conseguiu piorar. E não foi pouco.

Além de ter parado de criar, a defesa, principalmente o lado esquerdo, estava uma avenida. O modesto Horizonte conseguiu jogar melhor, com transição rápida da defesa para o ataque, o que faltou para o Fluminense. O time cearense chegou ao segundo gol em vacilo de Jean e falha boba de marcação de Chiquinho.

A partir daí foi um festival de horrores. O Tricolor não se achava e dava muitos espaços atrás.  O Horizonte, a partir dos 30 minutos, preferiu segurar o resultado e deixava a desejar na marcação. O Fluminense, no entanto, não aproveitou, com gols incríveis perdidos pelos jovens Biro-Biro e Kenney.

E quem não faz…Sim, o Flu levou o terceiro do Horizonte, com Jajá. Uma exibição lamentável e vergonhosa do Flu de Renato Gaúcho.


Sem comentários