(Foto: Mailson Santana - FFC)

Uma nova maratona de jogos está por vir no Fluminense. Enquanto nesse início de ano o Tricolor teve que se dividir entre Carioca e Libertadores, no próximo mês serão três competições simultâneas, sendo a Sul-Americana e o Brasileirão logo no começo de abril, e a Copa do Brasil começando no fim do mês.

Com essa cenário, crescem as possibilidades do técnico Abel Braga voltar a promover o revezamento na equipe. Entre os jogos da Libertadores, o treinador dividiu seu elenco em times A e B para as disputas do torneio continental e do Cariocão Betfair 22.


A questão que fica é: haverá uma prioridade? Com a eliminação na Libertadores para o Olimpia (PAR), a Sul-Americana passou a ser a chance de um título internacional para o Fluminense em 2022. Um título que, se conquistado, levará o Tricolor de volta à Liberta em 2023.

Não apenas isso. O campeão tem direito a disputar a Recopa em 2023 e ainda leva uma premiação “gorda” em dinheiro, algo que foi perdido com a queda precoce na Libertadores.