Foto: Mailson Santana - FFC

Em entrevista exclusiva ao NETFLU, Paulo Filippini, jornalista da Rádio Mitre, da Argentina, e especialista na cobertura do River Plate (ARG), fez uma breve análise sobre a goleada do Fluminense por 5 a 1 sobre os argentinos, nessa última terça-feira, no Maracanã, e respondeu se, em condições normais, com 11 contra 11, o River poderia ter saído vitorioso.

– Acredito que a diferença principal foi a partir do segundo tempo, depois da expulsão do atleta do River Plate. Depois o treinador do River fez uma leitura ruim do jogo quando tirou Mamana para colocar um atacante. Após isso, o River se complicou muito e o Árias aproveitou bastante os espaços defensivos. Também foi uma grande partida de Cano, que tocou quatro vezes na bola dentro da área e marcou três gols, num niver incrível de efetividade. O Fluminense foi bem superior, mas os argentinos reclamaram demais da arbitragem, que pareceu caseira. Aqui se entende que Felipe Melo deveria ter recebido o vermelho, mas para mim a arbitragem foi secundária e o River não conseguiu ser páreo ao Flu.


– Não dá pra ter certeza (se seria diferente com 11 contra 11, mas seria uma partida muito mais equilibrada, a exemplo do que aconteceu no primeiro tempo. O Fluminense mostrou ser uma grande equipe e, para mim, mostrou superioridade, deixando diversos torcedores do River chocados com o que aconteceu no Maracanã – finalizou.