(Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

Após a derrota por 3 a 2 para o Volta Redonda, algumas questões ficaram bem expostas na equipe do Fluminense comandado por Roger Machado.

Um dos principais pontos citados pela imprensa e nas redes sociais pelos torcedores, foram as falhas defensivas que tiveram um papel importante no resultado final da partida e também o volume maior de jogo e o número de chances criadas pelo setor ofensivo do Flu.

Na coletiva pós-jogo, Roger falou sobre esse desiquilíbrio entre os dois flancos do campo, justificando a forma de atacar como responsável por deixar espaços atrás.

– O fato de termos sofrido defensivamente, nos contra-ataques, foi pela forma como atacamos. Atacamos com um número de jogadores alto, o que nos proporcionou criar oportunidades de gols. Mas acabamos desta mesma forma não tomando os cuidados defensivos como a proteção do cinturão de defesa para os contra-ataques, expondo muito o nosso campo a jogadas de velocidade do adversário. Então uma coisa esteve ligada a outra. Assim como defender bem está ligado ao ataque muitas vezes, atacar bem está ligado à defesa.