Caio Paulista não joga desde a partida contra o Palmeiras, no dia 24 de julho (Foto: Mailson Santana - FFC)

Em bom momento, Caio Paulista deixou o Fluminense no início do segundo tempo da partida contra o Palmeiras, sábado, no Allianz Parque, por ter sentido um problema na coxa esquerda. Mas Roger Machado evitou relacionar o revés por 1 a 0 à ausência do atacante (quando saiu de campo estava 0 a 0).

O técnico viu o time bem no jogo, apesar do resultado. Além disso, também ficou satisfeito com a entrada de Luiz Henrique na equipe tricolor.

— Não diria que foi determinante, nem diria que o segundo tempo foi tão diferente do primeiro. Porque o Palmeiras, depois que conseguiu seu gol pelos dez minutos, passou a nos contra-atacar. Tivemos o controle da bola, tivemos oportunidades diferentes do que havíamos criado, porque eles botaram muitos jogadores na entrada da área e passamos a entrar pelos lados. Claro que a ausência do Caio, no ritmo da partida e característica de seu jogo, e na fase que ele está, é sempre sentida. Mas o Luiz entrou bem – analisou.