Bastante criticado pelos torcedores do Fluminense no segundo semestre de 2017, Orejuela deve mesmo acertar sua permanência na LDU (EQU). Isso porque o clube das Laranjeiras recusou uma proposta de 500 mil dólares (cerca de R$ 1,9 milhão) do Emelec (EQU), que queria contar com o atleta em definitivo.

Descartado pelo técnico Abel Braga na última temporada, Orejuela foi emprestado para a Liga Desportiva de Quito em 2018, onde se destacou. Agora de contrato encerrado com os equatorianos, ele teria, em tese, que se reapresentar junto com o restante do elenco do Fluminense, no CT Pedro Antônio Ribeiro, dia 3 de janeiro. Nesse sentido, em resposta a questionamento do NETFLU, a assessoria de imprensa tricolor informou que o atleta fora liberado desta responsabilidade para acertar sua permanência na LDU.

Na janela de transferências da metade do ano, Orejuela entrou na mira de três clubes do México: Toluca, Tijuana e Querétaro. Já no fim da temporada, Athlético-PR e outros time do Brasil, além da própria LDU e do Emelec, mostraram interesse no futebol do volante. O jogador assinou pré-contrato com o Fluminense ainda em 2016, mas só chegou no clube em 2017. Ele tem compromisso válido com o Tricolor até 2020.