(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Eduardo Oliveira, técnico do Sub-20 do Fluminense, treinou Gabriel Teixeira, hoje um dos destaques da equipe profissional do Tricolor, na época das categorias de base. Em entrevista ao portal Lancenet, Oliveira rasgou elogios ao jovem, afirmando que “Biel”, como é chamado por companheiros e comissão técnica, é um atleta desequilibrante.

– O Gabriel como atacante é o jogador que desequilibra qualquer defesa porque ele tem o drible, a criatividade de uma enfiada de bola, de um passe para o gol, de finalização – vide a finalização contra o Madureira, por exemplo. Então é um jogador imprevisível, criativo, tipicamente brasileiro, eu diria. É o DNA tricolor a serviço do futebol brasileiro. Ele resgata o futebol moleque e representa muito o Moleque de Xerém, e hoje, o Moleque de Xerém amadurecido – disse ele.

Até aqui no Brasileirão, Biel marcou apenas um gol, na vitória por 1 a 0 sobre o Cuiabá, em São Januário. No entanto, vem se mostrando uma peça fundamental no esquema de Roger Machado tanto no apoio quanto na marcação pelos lados do campo.