(Foto: Mailson Santana - FFC)

Na reta final da Superliga feminina de vôlei, jogadoras experientes tiveram atuações decisivas e atletas jovens também responderam muito bem no Fluminense, ajudando o Tricolor a alcançar o seu objetivo.

Graças a mescla do elenco, o Tricolor se recuperou e evitou um rebaixamento que estava muito próximo. Em entrevista, o técnico Guilherme Schmitz comentou sobre se o Flu deve seguir investindo nessa mistura em seu elenco.

– Sem dúvida vamos investir sempre em jovens talentos, essa sempre foi a essência do voleibol do Fluminense, e também vamos atrás das oportunidades no mercado. Temos que manter os pés no chão, saber qual será o orçamento, as definições finais de estratégia e o que vamos projetar a longo prazo. O Fluminense é hoje um dos quatro primeiros clubes em número de atletas servindo às seleções de base e jogadoras formadas no clube já disputam a Superliga há muitos anos. Com certeza, um dos objetivos é inserir essas jovens do clube no time adulto, mas também entendemos que é necessário ter atletas mais experientes para termos esse equilíbrio. Vamos manter essa filosofia porque acredito que dá muito certo. Veja a Rose, Lelê, Julia Moura, Stephany. Meninas que são sucesso na base e, sempre que solicitadas no time adulto, atenderam às expectativas da melhor forma possível – disse.