Troca de técnicos tem sido comum no Rio na última década

Troca de técnicos tem sido comum no Rio na última década

Em dez anos, Eduardo Baptista é o 23º técnico do Fluminense (Foto: Bruno Haddad - FFC)
Em dez anos, Eduardo Baptista é o 23º técnico do Fluminense (Foto: Bruno Haddad – FFC)

As constantes mudanças de técnicos no Fluminense não são uma exclusividade do clube. Segundo levantamento da ESPN Brasil, as trocas no Rio de Janeiro se tornaram, de fato, uma rotina na última década. Desde 2005, os quatro grandes tiveram, juntos, 87 treinadores.

Quem aparece no topo da lista é o Vasco, com 25 nomes. Fluminense e Flamengo, com 23, vêm logo atrás. O Botafogo é o que menos mudou. São 16 no período.

Pelas Laranjeiras, neste tempo, passaram Abel Braga, Ivo Wortmann, Paulo Campos, Josué Teixeira, Antônio Lopes, Oswaldo de Oliveira, PC Gusmão, Joel Santana, Renato Gaúcho, Cuca, Muricy Ramalho, Vanderlei Luxemburgo, Dorival Júnior, Cristóvão Borges, Ricardo Drubscky, Enderson Moreira, Eduardo Baptista (atual), entre outros.


Sem comentários