A explicação oficial para que o Fla-Flu não seja mais realizado na Ilha é a uma tubulação de esgoto estourada. Mas vai muito além disso. De acordo com o site Globoesporte.com, a pressão interna no Botafogo foi determinante. Por questões políticas ou técnicas, alguns dirigentes foram contra.

Pelo twitter, o vice-presidente de comunicação do Alvinegro, Márcio Padilha, garantiu a partida contra o Inter, dia 12, no Luso-Brasileiro: “Será consertado a tempo”. Portanto, como o Fla-Flu, que acontecerá no dia 13, está vetado e o confronto anterior, não?

Diante do imbróglio, o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e o Mário Helênio, em Juiz de Fora, surgem como alternativas para abrigar o clássico. A CBF ainda não confirma a mudança de local. O martelo será batido, definitivamente, até às 16h desta quarta-feira.