Neste sábado, o Fluminense enfrentou o Flamengo, no Maracanã, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em noite mágica do carrasco John Kennedy, o Tricolor bateu o rival por 3 a 1 e colou no G6, com um jogo a menos, se colocando com ainda mais força na briga por uma das vagas na Taça Libertadores de 2022. A joia de Xerém marcou dois gols e Abel Hernández completou o placar para o Time de Guerreiros. Renê diminuiu para o Rubro-Negro.

O JOGO

Com uma proposta bastante defensiva, o Fluminense entrou em campo querendo explorar os contra-ataques. O Flamengo tinha mais posse da bola e, por consequência, o controle da partida. Com 5′, o rival colocou uma bola no travessão em cabeçada de Matheuzinho e assustou o torcedor tricolor. Dez minutos depois, porém, brilhou a estrela de John Kennedy, conhecido como carrasco rubro-negro em Xerém.

Em cruzamento da esquerda de Marlon, a cria da base teve que finalizar duas vezes para vencer Diego Alves. Na primeira, o goleiro rebateu, mas na segunda não teve jeito: 1 a 0 para o Fluzão! Na frente do marcador, o jogo ficou à feição do Tricolor para contragolpear. O Rubro-Negro seguiu tendo mais volume, mas o Flu passou a incomodar mais. Marcava alto e roubava a bola para sair em velocidade.

Apesar disso, o Time de Guerreiros não tinha saída de jogo. Rifava muito a bola quando era pressionado e dava ela de graça para o adversário. Na melhor chance do Fla no 1º tempo, Vitor Gabriel finalizou e Marcos Felipe quase entregou. A bola passou por baixo do goleiro, mas ele se recuperou a tempo de evitá-la ultrapassar a linha. O Flu fazia um jogo seguro defensivamente, mas corria riscos.

Na segunda etapa, o cenário se repetiu. O adversário veio ainda mais para cima para buscar o resultado e o Tricolor ficou acuado. A pressão aumentava a cada minuto. Só que a noite era dele, não tinha jeito. John Kennedy, mais uma vez, aproveitou cruzamento rasteiro de Luiz Henrique e cutucou aos 15′ para ampliar. Fluzão 2 a 0! Pouco tempo depois, Yago quase fez o terceiro, mas Diego Alves defendeu e a bola ainda tocou na trave.

O jogo parecia controlado, mas em bate rebate dentro da área, Renê diminuiu para o Rubro-Negro aos 25′, deixando a reta final de jogo incendiada. Os últimos minutos foram de tensão, mas aos 40′, veio o golpe final. Abel Hernández fechou o caixão com um chute da entrada da área, colocado, no ângulo: 3 a 1. Com mais três pontos na conta, o Tricolor agora foca no confronto atrasado contra o Santos, na próxima quarta, na Vila Belmiro.

O Time de Guerreiros entrou em campo com: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Luccas Claro, David Braz e Marlon (Danilo Barcelos 27’/2ºT); André, Yago Felipe e Jhon Arias (Lucca 27’/2ºT); Luiz Henrique (Gustavo Apis 33’/2ºT), Caio Paulista (Martinelli 15’/2ºT) e John Kennedy (Abel Hernández 33’/2ºT).