notaO Fluminense divulgou uma nota oficial sobre as recentes mudanças administrativas no clube. A extinção do cargo da gerência de Arenas, que tinha Carlos Eduardo Moura como o responsável, foi um dos temas esclarecidos. Veja na íntegra:

 

“Em relação às recentes publicações de veículos da imprensa, o Fluminense Football Club esclarece:

O clube iniciou um processo de reestruturação administrativa e financeira em janeiro de 2011. Em abril de 2013, em razão da crise originada pelas penhoras fiscais, o processo foi paralisado e retomado em dezembro último.

A Gerência de Arenas, área criada neste processo com objetivo de conduzir a operação nos estádios com mando de campo no Fluminense, teve perfil modificado a partir de 10 de julho de 2013, data da assinatura do contrato com o Maracanã.

Atualmente, a área de Arenas está vinculada ao departamento de Marketing. Com a retomada das atividades em 2014, após o período de férias do futebol profissional, o setor deu continuidade ao trabalho alinhando o perfil de marketing à operação do estádio fixo. Carlos Eduardo Moura, ex-gerente de Arenas, passa a trabalhar no setor de inteligência do futebol de base.

Em mais uma medida da reestruturação, em dezembro de 2013, Luiz Fernando Pedroso assumiu o cargo de gerente geral do clube, sendo o responsável pela área administrativa e financeira. Jackson Vasconcelos segue, exclusivamente, na função de executivo do presidente Peter Siemsen, operando na tradução do plano estratégico para o operacional”.


Sem comentários