1A pressão por estar próximo do peso ideal é grande para Walter. O jogador do Fluminense diz que a cobrança tem início em casa, com a esposa, e só potencializa quando chega nas Laranjeiras. Ao todo, ele se pesa cinco vezes por dia.

– É difícil. Eu sofro com peso. Perder um quilo é muito importante. Fico feliz. Tem a menina do vôlei que sofre. Tem outros. Mas eu pareço mais. Tem jogador acima do peso e não aparece. Tem o que precisa ganhar peso também pois é muito magro. Todos têm o seu problema. O meu é esse, o peso. Vou levar para o resto da vida. A balança é a minha vizinha. Dorme do meu lado. Me peso duas vezes ao dia: ao acordar e depois ao ir dormir. É uma irmã – disse Walter, para, em seguida, explica que também se pesa no clube:

– Isso. São três vezes ao dia. O Maurício (fisiologista) me enche o saco. Tento fugir, mas ele me chama. Isso é normal. Os clubes têm isso. Ainda não estou no peso ideal. Tem que baixar. Estou trabalhando. Mas estou melhor.


 


Sem comentários