Renato Gaúcho sempre trouxe o grupo pro seu lado, conta Washington (Foto: Pedro Kirilos - Photocamera)

No último fim de semana, a brincadeira entre Renato Gaúcho e Pepê em jogo do Grêmio contra o Vasco, com o técnico falando ao seu comandado que lhe mostraria seu DVD após perder boa chance de gol, chamou a atenção. Mas esse bom humor do técnico não é de hoje. Treinado por ele em 2008 no Fluminense, Washington Coração Valente recordou as brincadeiras e o estilo pra cima do “professor”.

Segundo o ex-atacante, o técnico tem como costume sempre passar muita confiança aos seus times.

— O Renato é assim. Lá naquela época, ele passava muita confiança para nós. Falava que era um dos melhores elencos do Brasil. Os melhores da primeira fase, classificando com qualidade, jogando bem. Então, ele só passava confiança para nós. Claro, tinha as brincadeiras, também. Daquelas histórias de quando a gente perdia gol, eu, no meu caso, ou não fazia, ele me chegava no canto e dizia: “Olha, Washington, eu sei que você é um grande artilheiro, mas assiste um pouquinho mais do meu DVD, que você vai voltar a fazer gols”. Aí, quando eu voltava a fazer gols, ele dizia: “Viu? Te falei, assistiu meu DVD, tenho certeza disso”. E, nessas brincadeiras, ele conseguia conquistar a turma – contou.

O Coração Valente destacou ainda o quanto gosta de Renato e acredita que possa ter mais sucesso à frente do Grêmio.

— Eu acredito que o Renato seja o mesmo, agora, que era na nossa época. Em termos de personalidade, de conversa, de trazer o grupo para o lado dele. Ele é muito especial nisso. Com certeza, a parte tática, ele melhorou bastante. Acredito que aquela derrota na Libertadores fez com que ele amadurecesse muito e conquistasse a própria com o Grêmio. Eu gostava muito do Renato porque ele sempre botava um time ofensivo. Sempre priorizava a parte ofensiva, sempre colocava para fazer gols. E isso ele nunca abriu mão. Tanto é que no Grêmio ele sempre quis isso. E dando oportunidade para os jovens, recuperando muitos jogadores “veteranos”. Isso está fazendo o diferencial dele – disse.

Sob o comando de Renato Gaúcho, Washington foi vice-campeão da Libertadores com o Fluminense em 2008. Dois anos mais tarde, voltou ao Tricolor e foi campeão brasileiro, já com o técnico Muricy Ramalho.