coxAtravés de um financiamento coletivo, o Fluminense conseguiu verba necessária para produzir um busto de Oscar Cox, fundador e primeiro presidente da história do clube. O monumento, que será banhado em bronze, já está sendo construído no Ateliê Liboredo, do artista Antônio Liboredo, em Guapimirim.  Heitor D’Alincourt, do Flu-Memória, falou sobre a importância da ação.

– Oscar Cox foi o grande responsável pelo futebol ter chegado ao Rio de Janeiro. Ele pensou no esporte de forma profissional. Depois de Estácio de Sá, é o maior carioca de todos os tempos. Antes o Rio era como uma fotografia em preto e branco. Depois de Oscar Cox ela deixou de ser a cidade das regatas para se tornar a cidade do futebol. E o Fluminense foi a melhor das ideias que o homem já teve. Oscar Cox merece muito esta homenagem – disse.

Por sua vez, Dhaniel Cohen, também do Flu-Memória, lembrou o sucesso dos financiamentos coletivos do Fluminense. Cabe ressaltar que os bustos de Washington e Assis também foram realizados por crowdfunding.

–  De 2012 para cá, sempre por meio de financiamentos coletivos, ou seja, com projetos autossustentáveis, conseguimos produzir homenagens a ícones da história tricolor. Graças à mobilização da torcida, Nelson Rodrigues, Washington e Assis foram eternizados em bronze nas Laranjeiras nos últimos anos. Agora, enfim, chegou a vez de fazer justiça a Oscar Cox, que merecia um reconhecimento à altura de todo o legado que deixou para o futebol brasileiro ao fundar o Fluminense Football Club – afirmou.


Sem comentários