Caetano explica porque negociação com Espanyol não avançou

Caetano explica porque negociação com Espanyol não avançou

Espanyol tentou Samuel
Espanyol tentou Samuel

Antes do Real Madrid B, Samuel era cobiçado pelo Espanyol. O clube de Barcelona, porém, desistiu da contratação. O diretor-executivo de futebol do Fluminense, Rodrigo Caetano, explicou o motivo do fracasso na negociação.

– O caso do Espanyol, a primeira consulta que tivemos foi um determinado valor. Na hora de oficializar, o valor foi inferior. Não é segredo para ninguém que nós temos dificuldades relacionadas à Receita Federal. Quando nós vendemos o Wellington Nem e o Thiago Neves, era justamente para sanar nosso problemas financeiros, que, inclusive, iniciaram no dia seguinte à conquista do Tetracampeonato Brasileiro, começando pela penhora da premiação que a CBF destinava ao campeão. A partir dali começaram essas penhoras e nós, no meio do ano, o que já era planejado, eu mesmo fui até a sala de imprensa e disse que o Fluminense teria que vender de dois a três atletas. Acabamos vendendo dois. Depois disso, fizemos um esforço tremendo para que os outros ficassem – esclareceu o dirigente.