Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

O Fluminense comunicou a saída de seu CEO, Marcus Vinícius Freire, e poderá perder em breve o diretor esportivo de futebol. Paulo Autuori ficou insatisfeito com episódios nas últimas semanas e o estopim foi a demissão do diretor geral.

De acordo com o site “Globo Esporte”, o fim da passagem de Marcus Vinícius faz com que Autuori amadureça a decisão. Foi o ex-superintendente do COB um dos principais responsáveis por sua chegada ao Fluminense.

A forma como a não contratação de Kleber Gladiador foi conduzida foi outro caso que o deixou bastante descontente. O diretor tinha por conduta a preservação do atacante, que sofre de problemas no joelho, e se incomodou com o vazamento das informações.

Outro episódio de exposição reprovado foi a festa ainda no vestiário do Maracanã após o título da Taça Rio. Autuori queria algo mais restrito e foi surpreendido com a presença de pessoas de fora do clube, entre eles Rubens Lopes, presidente da Ferj.

Fora da viagem a Potosí por problemas particulares, Paulo Autuori reflete sobre os rumos da carreira. Recentemente, teve seu nome indicado para assumir a Universidad de Chile. À imprensa chilena, disse que, caso recebesse uma proposta, analisaria.