ferjO general Marco Aurélio Vieira (ao lado do presidente da Ferj, Rubens Lopes, e secretário-geral da CBF, Walter Feldman), diretor-executivo de operações do Comitê Rio-2016, no arbitral do Campeonato Carioca que acontece nesta sexta-feira, na sede da Ferj. Permaneceu somente no início da reunião, fazendo um breve discurso.

Ao deixar a sede, ele garantiu que não tratou de liberação de Maracanã ou Engenhão para o torneio, alegando não ser assunto da sua pasta, mas somente de quatro campos de treinamento no Rio de Janeiro que serão necessários para as Olimpíadas. No arbitral, porém, confirmou que existe possibilidade de o comitê liberar os principais estádios para as finais do Carioca – o assunto segue em negociação.

Esses quatro campos de treinamento no Rio, segundo o general, devem ser usados a partir de 24 de julho e deverão ser entregues no início do mesmo mês. A preferência é por localidades próximas a hotéis. Ainda será analisada a qualidade dos gramados e a possibilidade de remuneração aos clubes que cederem espaço. Os locais deverão ser indicados pela Ferj.


Sem comentários