Flu doa camisa autografada para rifa que ajudará a custear tratamento de Heitor Luz

Bebê de um ano e sete meses sofre de atrofia muscular cerebral, uma doença rara

Na tentativa de ajudar a custear o tratamento do pequeno Heitor Luz, que sofre de atrofia muscular espinhal (AME), o Fluminense doou uma camisa autografada por alguns dos seus principais atletas (Fred, Luccas Claro, Nenê e Marcos Felipe) para uma rifa. Nas redes sociais, o perfil “Ame Heitor Luiz” divulgou e convidou torcedores tricolores ou de qualquer outros clubes a participar e ajudar.

A AME é uma doença genética rara, progressiva e muitas vezes letal, que afeta a capacidade do indivíduo de caminhar, comer e, em última instância, respirar. Atinge aproximadamente um em cada 10.000 nascidos vivos e é a principal causa genética de morte em bebês.

O sorteio será no dia 25 de abril e, quem quiser participar comprando um número para a rifa, pode doar R$ 10,00. Heitor tem apenas 1 ano e 7 meses e precisa tomar a medicação antes dos 6 meses para vencer a AME. Confira abaixo a postagem e saiba como participar: