A janela de transferências internacionais no Brasil foi aberta no último dia 20. Em oito dias, o Fluminense, até o momento, não apresentou reforços provenientes do exterior. Tempo ainda há. O prazo para contratar encerra às 23h59 de 19 de julho, portanto, daqui a 22 dias.

Muitos nomes foram ventilados. Da América Latina, Alejandro Guerra, do Atlético Nacional (COL), Junior Sornoza (EQU), Lucas Zelarayán, do Tigres (MEX), Claudio Aquino e Martín Benitez, do Independiente (ARG), Ramon Ábila, ex-Huracán (ARG), contratado pelo Cruzeiro, e Alexis Rojas, do Sportivo Luqueño (PAR).


Até jogadores consagrados como Diego, ex-Santos, atualmente no Fenerbahçe (TUR), Sneijder, do Galatasaray (TUR), e Alexandre Pato, do Corinthians, foram comentados. Henrique Dourado, do Vitória de Guimarães (POR), é o da vez, mas para adquiri-lo, o Fluminense terá de gastar cerca de R$ 5,5 milhões para contratá-lo.

O técnico Levir Culpi, logo depois do Fla-Flu, revelou que a diretoria tem se reunido por reforços. Houve um encontro na semana passada na casa do presidente Peter Siemsen para discutir nomes.

– Queremos reforços, mas temos de levar em consideração todos os aspectos, as possibilidades do clube. Estamos conversando com diretoria, com todos, jantamos na casa do Peter semana passada e analisamos nomes, desempenho do time. Vamos ver – disse o treinador.