(Foto: Marcelo Gonçalves - FFC)

Após Fábio cometer erro em saída de bola no lance do gol do Vasco no empate de 1 a 1 com o Fluminense, no último sábado, no Maracanã, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Fernando Diniz saiu em defesa do goleiro na entrevista coletiva afirmando que, se fosse chegado, o Tricolor teria mais gols feitos com a bola saindo de seus pés do que sofridos. E, de fato, o treinador tinha razão.

O portal ge fez um levantamento dos 55 gols marcados pelo Fluminense desde o início das jogadas (a exceção foi o gol de Cano marcado contra o River Plate, o primeiro na vitória de 5 a 1, por não terem conseguido acesso ao começo do lance). Não foram levados em considerações chutões (nem que terminaram em gol feito ou sofrido). Destes 54 restantes, em quatro o time saiu jogando lá de trás e a bola passou de fato pelos pés de Fábio. O sofrido contra o Vasco foi o único.


Veja a relação dos lances que terminaram em gol:

  • Fluminense 3 x 0 Audax (Campeonato Carioca) – gol de Germán Cano
    Fluminense 2 x 0 Vasco (Campeonato Carioca) – gol de Germán Cano
    Bangu 0 x 5 Fluminense (Campeonato Carioca) – gol de Marrony
    Fluminense 7 x 0 Volta Redonda (Campeonato Carioca) – Samuel Xavier