Através de grupos de Whatsapp, os jogadores que disputam a Série A do Brasileiro se organizam para uma decisão coletiva que tem como objetivo não entrar em campo na última rodada da competição. A 38ª rodada foi adiada do dia 4 para 11 de dezembro, devido ao acidente aéreo que ocorreu na Colômbia, matando jogadores, dirigentes e integrantes da Chapecoense, além de jornalistas.

O objetivo, segundo o Globoesporte.com é passar uma mensagem de solidariedade aos 19 atletas mortos. Os jogadores pretendem que a decisão seja global para evitar punições da CBF. Eles entendem que quanto mais clubes participarem, menos poder a entidade terá para eventuais sanções para quem não for a campo. Por isso, buscam um acordo nacional: que envolva os 20 elencos.

Jogadores do Internacional, em luta contra o rebaixamento, decidiram que aceitarão a queda se essa for uma decisão coletiva. Eles ficaram incomodados com declarações do vice-presidente de futebol do Inter, Fernando Carvalho, que afirmou ver prejuízo ao clube gaúcho no adiamento da rodada final do dia 4 para o dia 11 de dezembro. Ao menos outros dois clubes já se manifestaram contrários a ir a campo na última rodada. São eles o Atlético-MG e a Chapecoense, que se enfrentariam no dia 11.