Scarpa esteve para deixar o Fluminense no ano passado (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Gustavo Scarpa é o jogador mais desejado do Fluminense pelo mercado interno. Palmeiras, São Paulo e Corinthians surgiram como principais candidatos. Destes, os dois primeiros desistiram. O jornalista Paulo Vinicius Coelho, do canal “Fox Sports”, conta em seu blog no Uol o porquê de ambos terem deixado de lado as negociações pelo apoiador tricolor.

O Palmeiras foi o primeiro a ficar muito perto de Scarpa. O Fluminense gostou da proposta envolvendo o meia Hyoram, o atacante Róger Guedes e, possivelmente, mais um terceiro nome (o lateral-direito Fabiano ou o zagueiro Juninho). Porém, com a recusa de Guedes, a negociação melou.

Já o São Paulo chegou a ter reunião do diretor Raí com Marcelo Teixeira, diretor esportivo da base (e componente do comitê gestor do futebol). Chegou a haver um pedido do Fluminense pelo lateral-esquerdo Reinaldo ou o meia Cueva, conforme o NETFLU antecipou estarem na lista de reforços. Ambos, porém, foram descartados pelos paulistas de entrar na tratativa. Em determinado momento da negociação, o Tricolor das Laranjeiras chegou a gostar de três nomes. O do Morumbi chegou até a garantir pagamento em dia caso houvesse atraso no Rio, mas desde que tal valor fosse abatido em eventual compra em definitivo de Scarpa ao final do empréstimo.

“Aí não”, disse um dirigente do Fluminense, segundo relato de um cartola são-paulino.

“É muito difícil negociar com eles”, afirmou outro diretor do São Paulo.