Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

Atacante do time feminino do Fluminense, Letícia, de 20 anos, começou a carreira nas quadras de futsal e jogou pelo Corinthians de 2015 a 2017. Como era de base, não recebia salário e contava com a ajuda da mãe, já que dedicava-se apenas ao esporte e não tinha um trabalho remunerado.

Quando a mãe ficou desempregada, Leticia passou a se manter no time em que iniciou a carreira graças a favores de terceiros. Em entrevista ela contou que chegou a pedir a carona em ônibus, mas que nunca pensou em desistir do futebol.

– Eu passava um perrengue para ir aos treinos, tinha que ficar pedindo carona em ônibus, tinha que pedir dinheiro emprestado aos amigos para ir treinar. Mas o futebol sempre foi um sonho para mim – disse ela.