Foto: Jamira Furlani/Assessoria Avaí

A relação do Fluminense com o empresário Eduardo Uram, que agencia alguns jogadores do elenco tricolor como Danilo Barcelos, Egídio e Caio Paulista, foi assunto na entrevista coletiva de Mário Bittencourt, presidente do clube verde, branco e grená, nesta sexta-feira, no CT Carlos Castilho. Ao ser perguntado sobre o assunto, o mandatário esclareceu.

– A relação do empresário Eduardo Uram com o Fluminense é a mesma de todos os outros empresários que possuem jogador no Fluminense e em todos os clubes no futebol brasileiro. Não existe hoje jogador em nenhum clube do mundo que não tenha empresário. A relação dele é muito anterior à minha chegada ao clube. O Eduardo Uram, por exemplo, foi quem trouxe o Mariano para o Fluminense em 2009, é empresário do Cuca, hoje no Atlético-MG, do Guilherme Arana, que tentei contratar, mas não conseguir por condições financeiras. É também é empresário do Yago Felipe, que veio de graça para o Fluminense, que tem 70% dos direitos econômicos, cedidos de forma gratuita. É também é do Firmino, Lomba, Wellington Nem, de uma série de jogadores. A relação com ele é como todo e qualquer empresário. As pessoas gostam de falar dessa relação porque acham que ela me inibe de alguma forma, mas não tenho nenhum problema em relação a isso. O empresário do Calegari é o mesmo do Miguel, que é o mesmo do David Braz… Existem cinco ou seis grandes grupos de empresários. Os outros todos são parceiros desses seis grandes, que administram a carreira dos jogadores do futebol brasileiro – disse ele.

NETFLU, com Leandro Dias e Rafael Siri,fez um react da coletiva do presidente que você pode conferir aqui ou através do link abaixo: