Foto: Lucas Merçon/FFC

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, no CT Carlos Castilho, o presidente do FluminenseMário Bittencourt comentou pela primeira vez sobre a demissão do técnico Roger Machado e explicou o motivo pelo qual optou por fazer um contrato longo com o treinador. Diferente do habitual, que é um ano, o Tricolor assinou por duas temporadas, até o fim de 2022.

– Nosso planejamento é sempre a médio e longo prazo. Quando trouxemos o Odair, ele nos pediu contrato de dois anos, e demos de um. Ele fez um grande trabalho e o perdemos no meio do trabalho porque era um contrato curto. Como gostamos de trabalhar a longo prazo, quisemos fazer um contrato mais longo com o próximo treinador, de dois anos, porque, mesmo tendo dispensado o treinador no meio, acreditamos em trabalho de longo prazo. Sobre o Roger, tínhamos receio que, o trabalho dando certo, perdêssemos um treinador como perdemos o Odair. Foi uma maneira de dar segurança para a longevidade do trabalho. Foram divulgadas multas completamente fora da realidade. Não são verdadeiros os valores. Existia uma multa para a saída dele, fizemos um acordo no meio do caminho, está dentro do nosso fluxo. Para vocês saberem, acabamos de quitar recentemente o Fernando Diniz, que saiu em 2019, algumas coisas de rescisão do Odair, direitos trabalhistas, estamos pagando mensalmente. Vamos pagar a multa do Roger parceladamente – explicou.

NETFLU, com Leandro Dias e Rafael Siri,fez um react da coletiva do presidente que você pode conferir aqui ou através do link abaixo: