Foto: Mailson Santana/FFC

O Fluminense contratou a Ernst & Young uma das “big four” do mundo contábil. A reconhecida empresa auxiliará o clube até maio, prestando serviço de consultoria financeira. O presidente Pedro Abad destrincha:

– O trabalho, a priori, termina no final de maio. Eles vão fornecer consultoria em GRC, ou seja, governança, risco e compliance. Vão fazer uma análise dos contratos críticos, entrar na projeção do fluxo de caixa para o ano todo, reorganizar o quadro de funcionários, com planos de cargos, salários e organograma. Para que possa haver uma política de pessoal com remuneração mais justa, possibilidade de evolução. Estão nos ajudando a elaborar um planejamento estratégico para o Fluminense, sobre a natureza do clube, o que vai buscar, como vai se posicionar no mercado – disse Abad, explicando o efeito do trabalho no dia a dia:

– Ele gera um resultado técnico que nos ajuda a fazer todos os ajustes que precisam ser feitos, enfrentados, e tira a carga política dos ajustes. Quando há respaldo técnico, é mais fácil de tomar atitudes impopulares. Elas envolvem cortes de gastos. Um funcionário ou outro que precise de reajuste dentro da estrutura do clube. Vamos colocar as pessoas certas nos lugares certos. Além de cortes em gastos que fogem do nosso controle e outros, como luz e água.