(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Fora de combate desde o dia 25 de agosto, fruto de um edema ósseo no joelho esquerdo, o lateral-direito Gilberto necessitará de mais tempo para retornar aos gramados. No dia 10 de outubro, o coordenador médico do Fluminense, Douglas Santos, estipulou que a previsão de retorno aos treinos era de, no máximo, 20 dias, porém, a recuperação do atleta atrasou.

A previsão completa 17 dias de atraso nesta sexta-feira. O lateral-direito, recentemente, retomou o trabalho de musculação na academia e se encontra na transição da fisioterapia para a preparação física. Segundo informações do portal Globo Esporte, o coordenador médico Douglas Santos manteve o diagnóstico de que não é preciso intervenção cirúrgica.

– Medicina não é uma ciência exata. Era uma prazo, que não se confirmou. Não há um exame que diga o tempo que o edema precisará para desaparecer. Depende de pessoa para pessoa e do trauma que ele teve. Naquela época, imaginei que seria uma situação, mas ela foi mais demorada – disse o médico.

Ainda de acordo com o médico, o jogador deve retornar aos treinos no campo na próxima semana. O lateral-direito não sente mais incômodo no local. A expectativa é que Gilberto fique à disposição do técnico Marcelo Oliveira para os últimos jogos da temporada.

– Ele está evoluindo muito bem. Se continuar nesse ritmo, a expectativa é de que ele fique à disposição do treinador nas últimas partidas da temporada. A chance dele voltar a jogar neste ano é grande, sim – completou.