Paulo Brito e Rodrigo da Costa

Em 2017, o Fluminense anunciou o patrocínio da Lafe, que estampava sua logomarca na parte central dos uniformes do clube e em placas publicitárias. O vínculo foi estendido em 2018 até o final daquela temporada, com a expectativa de renovação neste ano. Até o momento, porém, essa situação não ocorreu e o Time de Guerreiros fez sua primeira partida oficial da temporada, domingo, sem a marca da empresa na camisa. Entretanto, placas do laboratório foram exibidas no CT Pedro Antônio até o dia 15 de janeiro.

Durante a pré-temporada, na atividade realizada no dia 15, no CT do Flu, a placa ainda era exibida em fotos publicadas nas redes e Flickr do clube (Foto: Fluminense FC)

O NETFLU entrou em contato com a assessoria institucional do Fluminense, que confirmou o encerramento da parceria no final de de 2018. Em tese, isso não justificaria a exposição da marca por duas semanas desta temporada. No segundo dia da pré-temporada, contudo, os exames dos atletas foram feitos por profissionais do laboratório (ver foto abaixo).

Contrato do Fluminense já havia sido encerrado no início deste ano (Foto: Divulgação Flu)

A partir do dia 15 de janeiro, o Fluminense cobriu as placas com a estampa da empresa. No treino desta segunda-feira, por exemplo, a ocultação era visível (ver foto abaixo):

Tricolor fez trabalho pensando na segunda rodada do Carioca (Foto: Lucas Merçon/Flu)

Na véspera do último natal, a Lafe fez uma postagem em sua conta oficial no Twitter, desejando boas festas aos tricolores e convidando todos a utilizarem seus laboratórios, mas sem mencionar se haveria uma renovação da parceria com o Time de Guerreiros. O site número 1 da torcida apurou que o Fluminense não descarta renovar, mas trabalha em silêncio, nos bastidores, negociando os termos do contrato.

No vínculo anterior, a empresa deu uma compensação financeira não divulgada pela diretoria verde, branca e grená. Além disso, os funcionários do clube, incluindo atletas, tinham direito a exames laboratoriais a custo zero.