(Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC)

Quando chegou ao Fluminense, Roger Machado levou consigo alguns membros que compõe a comissão técnica da equipe. Um dos nomes de confiança do técnico é James Freitas, contratado a pedido de Roger que engata seu terceiro trabalho em conjunto.

Ex-assistente de Renato Gaúcho, Mano Menezes, Lisca e Dudamel, James, que já foi treinador de categoria de base conta quando atuou pela primeira vez ao lado do atual técnico do Tricolor das Laranjeiras.

– Eu estava na comissão técnica permanente do Grêmio em 2015 quando o Roger foi contratado. Eu era treinador do sub-20 quando o Felipão pediu para se deligar do clube, subi para fazer um jogo e fui convidado pelo presidente para permanecer na comissão técnica permanente. E na sequência o Roger e o Roberto foram contratados. Minha parceria com eles começa desde então. Tocamos o ano de 2015, fizemos um bom Campeonato Brasileiro, classificamos para a Libertadores, com um orçamento bem enxuto, com muitos atletas da base. Alguns deles que tinham sido meus atletas no sub-20.

James Freitas conclui destrinchando sua trajetória como auxiliar em outros clubes do futebol brasileiro.

– Quando o Roger decide sair do Grêmio em 2016, eu permaneço na equipe, toco o trabalho com o Renato (Gaúcho) até o final de 2016. Em 2017, peço para ir para o Cruzeiro, vou trabalhar com o Mano Menezes. E em 2018 retomo a parceria com o Roger. Ele me faz o convite, e eu vou junto com ele e com o Roberto para o Palmeiras. Posterior a isso, retorno ao Cruzeiro em 2019, e agora em 2021 o Roger me fez o convite novamente para vir para o Fluminense.