(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Na tarde da última terça-feira, Odair Hellmann foi ao CT Carlos Castilho, na Barra da Tijuca, para se despedir dos atletas do elenco tricolor e dos funcionários do Fluminense. O treinador aceitou uma oferta do mundo árabe e deixou o Tricolor após 50 jogos no comando técnico.

Nesta quarta-feira, Marcão, ex-auxiliar-técnico permanente e agora treinador da equipe profissional do Time de Guerreiros, contou um pouco sobre como foi a despedida do comandante.

– Odair desejou boa sorte. Algo especial para a gente. Confessamos aos atletas ontem que para a gente foi legal pegar o bastão dessa maneira, o treinador saindo por mérito. Quer dizer que o estafe fez um bom trabalho. Conseguimos contribuir de alguma maneira. Realmente, nas outras mudanças, foram em situações ruins. Agora ficamos satisfeitos. Que ele tenha sucesso e conquiste coisas na vida dele. Todos trabalharam para isso – disse.