Mário defende escalação no Fla-Flu: “Não fez tantas mudanças assim”

Mário defende escalação no Fla-Flu: “Não fez tantas mudanças assim”

enderson moreira mario bittencourtA rigor, o Fluminense enfrentou seu maior rival, o Flamengo, com quatro volantes no último domingo, no Maracanã. Cícero atuou mais adiantado, mas é um segundo homem de meio de campo de origem. Atrás dele, atuaram Pierre, Douglas e Jean. O vice de futebol Mário Bittencourt defendeu Enderson Moreira e garante que ele tem total liberdade para escalar quem achar melhor.

– Na verdade, o Enderson fez mudança de esquema tático. Acho que vocês perceberam isso. Vínhamos jogando num 4-2-3-1 e ontem (domingo) ele fez um tripé de volantes. No entendimento dele, não tínhamos uma consistência. É curioso. O que as pessoas mais reclamam quando os resultados não aparecem porque que não se muda. Quando muda e perde, porque mudou?  Ele não fez tantas mudanças assim. Voltou o Wellington Silva na direita. Os zagueiros atuaram pois Marlon e Antônio Carlos não podem. Jogou Gum e Henrique, não vi mudança nenhuma. Na verdade, ele saca o Edson, é uma mudança. É uma opção do treinador. Ele tem 32 jogadores no elenco e põe quem quiser. Quem escala é o treinador. O dia que diretor escalar, não preciso de treinador. O Douglas foi muito bem, fez uma partida excelente. Temos de reconhecer que não estamos bem. Tem de mudar alguma coisa. Vamos ter de reconstruir dentro da competição. É uma questão de visão. Tem gente que vai analisar do prisma que estamos a oito pontos do Z-4 e eu analiso que estamos a cinco do G-4. E vamos brigar continuar brigando por isso – afirmou.


Sem comentários