(Foto: Mailson Santana/FFC)

Com a boa campanha do no returno do Campeonato Brasileiro e a vaga na Libertadores de 2021 assegurada, muitos torcedores foram a favor da manutenção de Marcão como técnico do Fluminense. No entanto, o Tricolor contratou Roger Machado para ser o seu novo treinador.

Em entrevista ao Canal do Luiz Penido, no YouTube, o presidente Mário Bittencourt esclareceu a mudança e disse que não foi uma troca. Marcão segue no clube como auxiliar permanente e, inclusive, foi consultado pelo Flu antes da contratação de Roger.

– A gente não fez uma troca, não foi uma troca. A gente tem um projeto dele (Marcão) ser o auxiliar fixo do Fluminense. O projeto é que ele inicie e termine a gestão. Em 2019, com a saída do Oswaldo, mais ou menos em Setembro, ele assumiu. O Milton Cruz fazia isso no São Paulo. O Marcão é um profissional como esse. A gente entregou o trabalho ao Marcão em 2019, ele teve um aproveitamento de mais de 50%. O Odair assumiu em 2020, e teve a proposta para sair, e nós nem procuramos outro treinador, efetivamos o Marcão. Porque se em 2019 a gente acreditou nele e ele nos livrou do rebaixamento, em 2020, lutando por uma vaga na Libertadores, não tinha sentido não apostar nossas fichas nele. Antes dele assumir em 2020, houve uma conversa com ele, onde falamos que acreditamos nele como treinador. Ele disse para mim que gostaria de voltar para a função dele no clube, que é um plano de carreira. Ele faz um trabalho com o sub-23, com a base. E nos ajuda muito no dia-dia – disse.