Roger Machado venceu oito dos 11 primeiros jogos à frente do Fluminense (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Em números, Roger Machado faz um ótimo começo de passagem pelo Fluminense. Em termos de aproveitamento nos 11 primeiros jogos, igualou com os melhores inícios no século 21 (a partir de 2001).

São oito vitórias, dois empates e apenas uma derrota. O aproveitamento é de 78,8%, igualando Abel Braga, em 2017, e Renato Gaúcho, em 2014. O atual treinador, no entanto, leva uma “vantagem” em relação aos demais. Tem jogos de Libertadores na contagem, o que torna o feito um pouco mais complicado.

No aproveitamento de Abel Braga entram também partidas de Primeira Liga e Copa do Brasil. Já o de Renato foi apenas com jogos do Estadual.

Confira os aproveitamentos dos técnicos do Fluminense nos primeiros 11 jogos da temporada no século 21:

1 – Roger Machado (2021) – 8V-2E-1D – 78,8%
1 – Abel Braga (2017) – 8V-2E-1D – 78,8%
1 – Renato Gaúcho (2014) – 8V-2E-1D – 78,8%
4 – Cuca (2010) – 7V-3E-1D – 72,7%
4 – Renato Gaúcho (2008) – 7V-3E-1D – 72,7%
6 – Odair Hellmann (2020) – 7V-2E-2D – 69,7%
6 – Abel Braga (2018) – 7V-2E-2D – 69,7%
6 – Valdir Espinosa (2001) – 7V-2E-2D – 69,7%
9 – Cristóvão Borges (2015) – 7V-1E-3D – 66,6%
9 – Abel Braga (2013) – 6V-4E-1D – 66,6%
11 – Fernando Diniz (2019) – 6V-3E-2D – 63,6%
11 – Muricy Ramalho (2011) – 6V-3E-2D – 63,6%
13 – Abel Braga (2012) – 6V-2E-3D – 60,6%
14 – Renato Gaúcho (2003) – 4V-6E-1D – 54,5%
15 – Abel Braga (2005) – 5V-2E-4D – 51,5%
16 – Oswaldo de Oliveira (2002) – 4V-2E-5D – 42,4%

* Deixaram clube antes de 11 jogos
17 – Valdir Espinosa (2004) – 6V-1E-2D – 70,4%*
18 – Renê Simões (2009) – 5V-2E-3D – 56,7%*
19 – Ivo Wortmann (2006) – 2V-2E-2D – 44,4%*
20 – Eduardo Baptista (2016) – 3V-1E-4D – 41,7%*
21 – PC Gusmão (2007) – 1V-1E-2D – 33,3%*