Parreira ajudou no resgate do Fluminense em 1999 (Foto: Marino Azevedo - Photocamera)

Um dos maiores técnicos da história do futebol brasileiro, Carlos Alberto Parreira não esconde seu amor pelo Fluminense. Comandante na conquista do Brasileirão de 1984, o treinador se consagraria mundialmente dez anos mais tarde ao levar a seleção ao título na Copa nos Estados Unidos. Isso não o impediu de assumir o Tricolor no momento mais difícil de sua história, na Série C em 1999, que mais tarde ele venceria e ajudaria no resgate da auto-estima tricolor. Ele lembra de ter sido “convocado” à época por Francisco Horta.

Parreira estava acertado para dirigir a seleção da África do Sul, mas aceitou retornar ao Fluminense e, de quebra, montou uma comissão técnica com nomes de peso como o médico Lídio Toledo, o preparador físico Moracir Sant’Anna e o dirigente Américo Faria.

— Lembro de 1999 com muito carinho, foi maravilhoso. Doutor Horta (Francisco Horta, ex-presidente do Fluminense) chegou na minha casa e disse que só eu poderia salvar o Fluminense. Eu estava quase com contrato assinado com a África do Sul. Me motivou de uma maneira que nós aceitamos. Levei uma comissão técnica de Seleção Brasileira. O melhor de tudo é que resgatamos o Fluminense, fomos campeões. Talvez tenha sido uma das boas passagens da minha história – relembrou.